Web Page Language Translation

Melhor das novatas. Qual das equipes estreantes vai começar na frente?

Seguidores

Gp da China

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Depois de Jerez como ficou o desempenho de cada equipe...

Quinta-feira começam os treinos em Barcelona, o último teste da pré-temporada. Crucial para Lotus (terão que fazer em 3 dias o que era pra ser feito em um mês).

Mas já deu para termos uma noção de como estão as 11 equipes depois dos testes em Jerez de la Frontera. Confira o desempenho de cada uma equipe.

por: Luis Fernando Ramos de Viena

Na frente estão McLaren, Mercedes, Red Bull e Ferrari - com a equipe de Michael Schumacher apresentando ainda uma ligeira desvantagem. O pelotão do meio traz Williams, Renault, Force Índia, Toro Rosso e Sauber - os suíços, aparentemente um pouco à frente. Por último, ainda lidando com as dificuldades inerentes de um projeto inteiramente novo, temos Virgin e Lotus.

Confira abaixo alguns detalhes do estágio em que cada equipe está: McLaren (4.072 kms percorridos na pré-temporada) - Jenson Button conseguiu o melhor tempo absoluto da semana passada em Jerez e a impressão geral é de que o time inglês está com uma das melhores performances do grid, especialmente numa volta rápida. O carro quebrou pouco, mas ainda existem algumas áreas de preocupação quanto à confiabilidade. Mercedes (4.260 kms percorridos na pré-temporada) - O carro não apresentou um único defeito na última semana, mas o equilíbrio preocupa os pilotos já que a traseira do W01 fica instável nas freadas. O time pretende sanar o problema com um grande update para Barcelona. Em termos de velocidade, o carro não deve em nada para os dos seus principais adversários na temporada. Red Bull (2.981 kms percorridos na pré-temporada) - O RB6 é um carro veloz, em condições de classificação e de corrida, o que deixa o time de Sebastian Vettel e Mark Webber numa boa posição para o início da temporada. Mas alguns defeitos mecânicos, e uma quebra do motor Renault em Jerez deixaram algumas dúvidas quanto à confiabilidade do modelo. Ferrari (5.319 kms percorridos na pré-temporada) - É dos times de ponta o que melhor solucionou o problema de "graining" dos novos pneus Bridgestones, apresentando tempos muito consistentes em ritmo de corrida. O F10 também é resistente, mas aparenta estar um pouquinha atrás de McLaren e Red Bull com o carro leve. Fernando Alonso, porém, esbanjou tranqüilidade depois dos testes: "Ainda não mostramos todo nosso potencial". Williams (5.097 kms percorridos na pré-temporada) - Teve um desempenho de uma equipe bem estabelecida no pelotão intermediário, mas não tão perto das equipes de ponta. Mas o diretor da Cosworth, Mark Gallagher, afirmou que o motor ainda não foi exigido ao máximo, com o foco concentrado na sua resistência. A base é boa e, se o motor tiver reservas, o time de Rubens Barrichello pode causar algumas surpresas. Renault (3.776 kms percorridos na pré-temporada) - O segundo melhor tempo da semana obtido por Robert Kubica não ilude a ninguém dentro da equipe. O R30 apresentou dificuldades em manter um bom ritmo de corrida e o time ainda trabalha para encontrar um acerto básico para o modelo que agrade aos pilotos. Está no pelotão intermediário, mas ainda falta muito para incomodar os times de ponta. Force India (2.626 kms percorridos na pré-temporada) - O carro mostrou um bom potencial nos setores mais velozes de Jerez de la Frontera, mas problemas de "graining" nos pneus influenciaram negativamente no ritmo de corrida da equipe. A expectativa é de que temperaturas mais altas e mudanças no acerto solucionem o problema. Toro Rosso (4.316 kms percorridos na pré-temporada) - Outra equipe do pelotão intermediário que deixou uma boa impressão. O ritmo de corrida do STR5 é bom e o modelo não teve nenhum problema grave de resistência. Falta ainda melhorar a performance do carro em voltas rápidas e decidir qual tipo de freio deixa os pilotos mais à vontade. Virgin (1.023 kms percorridos na pré-temporada) - Enfrentou um problema hidráulico persistente na última semana, o que atrapalhou demais o trabalho de desenvolvimento do VR-01. A prioridade da equipe de Lucas di Grassi em Barcelona é melhorar a confiabilidade do modelo, para chegar ao Bahrein ao menos com a confiança de terminar a prova. Em termos de performance, o time se mostrou melhor que a Lotus neste início. Lotus (1.395 kms percorridos na pré-temporada) - Em sua primeira semana de atividades, viveu um quadro oposto ao da Virgin. O T107 se mostrou bastante confiável e os pilotos da Lotus puderam completar uma extensa quilometragem. Mas a velocidade do carro demonstrou que ainda há muito a fazer para melhorar a performance. A distância para o pelotão intermediário ainda é enorme. Sauber (3.440 kms percorridos na pré-temporada) - Perdeu muito tempo em Jerez com um problema na bomba de combustível. Aparentemente solucionado. Na pista, o carro do time deixou uma boa impressão em todas as condições e Kamui Kobayashi encerrou a semana com o 3° melhor tempo. Deve começar o ano bem, mas a falta de recursos pode frear o desenvolvimento de um carro com um bom potencial.

p.s. claro que vale lembrar que isto não significa que o quadro permanecerá assim no GP do Bahrein. A maioria das equipes vai trazer modificações importantes nos carros para os testes de Barcelona.

1 Comentário:

kimi_cris disse...

A Lotus parece bastante fiavel agora resta ganhar um pouco mais de rapidez.

Grande Abraço!

Kimi_Cris

Postar um comentário

Já passarm por aqui

free counters

Seach (pesquise o que procura)


Widget UsuárioCompulsivo

Jarno Trulli

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO